top of page
  • Foto do escritorNatasha Tortelli

O PODER DA PSICOTERAPIA

Você já deve ter escutado como alguém superou medos, melhorou relações, diminuiu crises/ataques, escolheu uma profissão, tudo através da psicoterapia. Se você nunca teve essa experiência deve se perguntar sobre o efeito desse recurso.


Vou começar explicando para você que esse tratamento busca compreender sua essência. O psicólogo, pelos menos eu, tenho como objetivo que você compreenda quem você é. Nenhum psicólogo vai conseguir alterar sua essência, as características principais da sua personalidade, seus valores, seus princípios, não são alterados, são entendidos! Você precisa compreender isso: o que muda na psicoterapia é sua VISÃO DE MUNDO.


Às vezes, você precisa abrir a cortina que está embaçando sua visão, às vezes, precisa colocar os óculos para enxergar melhor, às vezes, precisa olhar do ponto de vista do outro a mesma situação. Para identificar o que está travando sua vida!


A psicoterapia não é indicada somente para quem está triste, quem está em crise, quem está em dúvida. Ela é indicada para quem quer ter sucesso profissional, nas relações, que deseja extrair o seu melhor e usar isso a seu favor!


Você precisa entender de uma vez por todas, a psicoterapia não é para loucos, na verdade, é para pessoas inteligentes! Para quem sabe que pode mais, que pode melhorar seus vínculos, que quer conseguir alcançar seu objetivo profissional, que precisa entender qual tipo de relação amorosa quer!


Agora que você já sabe qual é a função da psicoterapia e do psicólogo clínico, eu quero te ajudar a ser certeiro na escolha desse profissional!


Vou falar para você, sem segredos e mistérios, o que é essencial para um tratamento psicológico de qualidade e eficiente. Vamos lá?


1º Identificação: Você precisa se identificar com o profissional que te atende. Procure, pesquise, sobre ele. Faz sentido o modo que ele trabalha para você? Muitos psicólogos ainda não estão inseridos nas redes sociais, mas se você chegou nesse blog, você gosta e usa o meio tecnológico para conhecer melhor os produtos que compra. Então, procure ele, veja fotos, vídeos, conheça um pouco melhor da sua história.


2º Vínculo: esse elo é estabelecido nas primeiras sessões. Você confia no profissional? Ele é pontual? É carismático? Isso faz a diferença para você? Ele compreende sua dor? Respeita sua história? É flexível com o horário que você tem disponível?


3º É uma relação comercial: Não podemos esquecer que é um trabalho, você está pagando pelo tratamento, então exija, argumente, pontue suas insatisfações. Você não precisa e não deve ter que se preocupar com o que o psicólogo vai pensar ou se vai ofende-lo.


4º Sigilo: Conversar com alguém que você sabe que não vai falar nada para ninguém é extremamente confortante. O psicólogo tem o dever de guardar com toda a ética necessária sua história e seu caso.

5º Não ser julgado: O psicólogo não está ali para te falar se é certa ou errada determinada situação. O dever dele é compreender como isso te afeta e o significado que tem para sua vida.


Agora é só escolher o profissional! Lembrando que você encontra esse tratamento de forma particular, por alguns convênios de saúde e alguns municípios tem convênios para oferecer psicoterapia pelo SUS.

112 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page